Instituto Santo Pet

Castração de cães e gatos é solução para reduzir abandono nas ruas


  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

A população de cães e gatos abandonados tem aumentado descontroladamente e, infelizmente, pequena parte dela tem a sorte de encontrar um lar. A grande maioria perambula pelas ruas das cidades, passando fome e sede, doentes, sendo maltratados e correndo todo o tipo de risco ou até sendo mortos.


A melhor alternativa para evitar que esse número continue aumentando é a castração de machos e fêmeas.

Além de evitar que os animais procriem descontroladamente – uma cadela entra no cio a cada seis meses e pode gerar até nove filhotes em cada ninhada, e uma gata entra no cio a cada três meses -, existem outras vantagens na castração: diminui o risco de problemas de saúde, principalmente tumores de útero, ovários e mamas nas fêmeas (as vacinas anticoncepcionais são prejudiciais à saúde da fêmea, podendo causar tais tumores) e de próstata nos machos; deixa o animal mais tranquilo e menos agressivo; diminui os xixis pelos cantos da casa; a cadela não entra mais no cio, não tendo assim mais o incômodo sangramento pela casa etc.

Ao contrário do que muita gente pensa, a castração é um procedimento simples e seguro, não necessitando de internamento. A recuperação se dá em mais ou menos em uma semana e o único cuidado a ser tomado é para que o animal não arranque os pontos da cirurgia, já que eles coçam durante a cicatrização.

Cabe a cada cidadão a responsabilidade de cuidar e zelar pela saúde e bem-estar de seus animais domésticos e evitar que eles procriem indiscriminadamente, para depois não tomar a atitude de se desfazer dos filhotes indesejados de forma criminosa, contribuindo assim para aumentar ainda mais o índice de abandono animal.

Eles não pedem para nascer.

Fonte: Jornal de Beltrão

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter